Sobre a vida, gratidão e o agora.

20140803_114334

Mas o que é a vida se não um suspiro. Vejo cada um de nós como seres seguindo suas jornadas. Alguns sabem por onde devem ir, outros estão querendo se encontrar e outros estão adormecidos. Vivos mas adormecidos. Todos estamos em um suspiro que pode durar bastante ou ser interrompido.

Qual valor damos a nossa vida? Somos gratos por ela? Parece que as vezes o mundo tem que dar um estalo (e as vezes é uma bela de uma vuadora de duas pernas) na nossa vida pra gente acordar e perceber o que é realmente viver. A vida em tese é simples e deveria assim ser também em realidade. Quem coloca os bloqueios e os aceita somos nós. Quem segue direitinho o que é exigido pela sociedade nem sempre é feliz ou só vive na falsa ilusão de uma felicidade por estar seguido o caminho que parece ser o certo, que agradará aos outros. MAS E VOCÊ? O que te faz feliz?! Invista nisso!  Sou super a favor que todos sejam felizes desde que não envolva machucar o próximo

Ano passado uma tia minha descobriu que estava com câncer de mama. A gente acha que nunca acontece com a gente ou com alguém próximo. E o que aconteceu? Ela caiu mas enfrentou a situação, com muito apoio e amor dos familiares e de alguns amigos. E o que mudou na vida dela? Pela breve conversa que tivemos, acho que posso resumir em poucas palavras: ela aprendeu a se amar e a amar a vida! Ela descobriu que muitas coisas que antes lhe tiravam o sono na verdade não tem tanta importância ou emergência assim e podem esperar, que o que importa mesmo é viver e fazer de cada momento algo inesquecível (tá, nem sempre isso acontece, mas o que eu quero dizer aqui é que ela passou a compreender a importância do agora!). E deixa eu dizer que com todos esses aprendizados ela passou a cuidar mais de si, nada egoísta, ela passou a cuidar do corpo em que vive (passou a se alimentar em vez de simplesmente comer, por exemplo) e passou a dar mais atenção também ao espírito (mais do que já dava) que nele habita.

E o que é o agora? O agora é o único momento que vivemos! O agora é o tempo de mudança e crescimento. De deixar pra lá ou de agarrar. É tempo de amar e de perdoar. O agora é infinito de possibilidades e é eterno, é onde o futuro e o passado se encontram mas não existem pois há somente o agora. Pare e pense em algo pelo qual é grato agora! Pela vida, pelo alimento de cada dia, pela oportunidade de viver, de ver o céu e sentir a brisa, por aquela xícara de chocolate quente ou aquele suquinho bem geladinho pra matar o calor, por poder pegar o busu na hora, por todos seres de amor que te rodeiam! Sempre há algo pelo qual podemos ser gratos.

PS: Fico chateada quando alguém critica ‘A culpa é das estrelas’. Tive acesso ao livro e ao filme e quer saber o que eu achei? Não achei o filme tão interessante mas do livro tirei muitas reflexões, sobre o valor da vida e do agora. É uma obra que dá esperança a quem tem câncer e que pode ensinar quem tá de fora a mudar um pouco a visão limitada e supérflua de mundo que temos.

Espero que minhas palavras façam sentido.

Que deixemos apenas de viver e que possamos realmente VIVER.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s